Ministro das Cidades não vê atrasos nas obras da Copa do Mundo

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, negou hoje (06), em São Paulo, atrasos nas obras da Copa do Mundo de 2014. “O problema é que alguns municípios avançam nos projetos e outros não, porque têm problema ambiental e de questão jurídica na área do terreno. Estamos pressionando e chamando os prefeitos e governadores para dizer que tem prazo. Mas acredito que vamos chegar lá”, afirmou o ministro, após participar de um evento da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Segundo o presidente da Abdib, Paulo Godoy, o Brasil deve concluir todas as obras previstas na Matriz de Responsabilidades para a Copa do Mundo. “Conseguir, consegue. Mas é preciso gestão”, afirmou. Apesar de o ministro negar os atrasos, Godoy mostrou-se preocupado com os prazos. “Queríamos que a evolução dessas intervenções fosse feita de forma gradativa, mas ordenada. O problema é que se vai deixando muito para frente e se faz daquele jeito”, disse.

De acordo com ele, os atrasos nas obras têm custo. “Tudo o que é feito com urgência, sem planejamento, sai mais caro e não sai benfeito. Temos tempo ainda, mas, em determinadas intervenções, estamos no limite”, afirmou.