Em má fase, Murray se rende e aceita equipe de treinadores de patrocinador

Em má fase no circuito mundial de tênis, o britânico Andy Murray aceitou a sugestão de seus patrocinadores e passará a ser treinado por tempo indeterminado por uma equipe de técnicos da Adidas, fornecedora de material esportivo e patrocinadora do escocês, atual número 4 ranking da ATP.

Murray vai passar a treinar com os renomados treinadores Darren Cahill, que já trabalhou com Andre Agassi e Lleyton Hewitt e Sven Groeneveld, ex-técnico de Andy Roddick.

A escolha pela equipe do patrocinador vem na sequência de um dos piores momentos do britânico no circuito. Mesmo assim, diz o escocês, a decisão é temporária.

"Enquanto não encontro a pessoa certa para trabalhar comigo, vou trabalhar com pessoas experientes que possam me ajudar", disse Murray.

O escocês, que não vence uma partida desde a semifinal do Aberto das Austrália, em janeiro deste ano, rompeu parceria com espanhol Alex Corretja no mês passado.

O programa de desenvolvimento de Adidas é voltado para os principais atletas da marca