Pilotos da Toro Rosso estão em guerra declarada

FRANKFURT - O suíço Sebastian Buemi se sentou bem à frente do colega de equipe Jaime Alguersuari, mas não trocou qualquer palavra com o espanhol durante as 12 horas de voo de Frankfurt (Alemanha) para Kuala Lampur (Malásia), palco da próxima etapa da Fórmula 1. As informações são do jornal suíço Blick, que evidencia o clima de "guerra" entre os pilotos da Toro Rosso.

A briga entre os dois, que já prometia ser quente antes mesmo de a temporada começar, se tornou pública após a troca de farpas na Austrália. Buemi culpou Alguersuari por um toque entre os dois logo na primeira volta da corrida de abertura de 2011. O espanhol rebateu, falou que a responsabilidade era do suíço e ainda afirmou que "não foi a primeira vez que isso aconteceu".

Em breves declarações divulgadas pelo Blick, Buemi declarou nesta terça-feira que conversou com Alguersuari após o "erro" do companheiro em Melbourne. Disse ainda que os dois tiveram opiniões diferentes sobre o episódio, mas que espera que o espanhol o "respeite". Na sequência, disse que não falará mais nada sobre o assunto.

Ambos os pilotos da Toro Rosso estão ameaçados pela sombra do promissor piloto Daniel Ricciardo, testador da equipe e da Red Bull. O australiano é cotado para assumir uma vaga na equipe-satélite em 2012. Sobraria para Buemi ou Alguersuari, que, às vésperas da etapa australiana, já previa que travaria uma "guerra" com o colega ao longo deste ano.