Fla adota trabalho e discurso para tentar selar classificação para semi da Taça Rio já no clássico

Diante do Botafogo, no próximo domingo (10), o Flamengo poderá carimbar seu passaporte para a semifinal da Taça Rio. Além de ser um clássico tradicionalíssimo, principalmente depois das decisões dos últimos anos, este jogo tomou ares de decisão para o elenco rubro-negro. Tanto que a preparação será feita, até o próximo sábado (09), em Atibaia, interior de São Paulo. Tudo para deixar o time melhor preparado.

Na defesa rubro-negra, a preocupação é anular a malandragem e os pontos fortes do Alvinegro. Afinal, como se enfrentaram muito nos últimos anos, as equipes quase não guardam segredos.

"A gente já jogou muito contra eles e sabe das malícias que eles têm. Só que cada jogo é um pouco diferente. Justamente por isso temos que trabalhar muito nesta semana, pensando em anular os atacantes. Estamos encarando isso como uma decisão e poderemos assistir ao Botafogo na quarta-feira (pela Copa do Brasil). Vamos poder ter uma idéia do que fazer", analisou Welinton.

Ainda invicto na temporada, o Flamengo não teme que esse fato sirva como fator motivacional para o adversário. No entanto, não há no elenco quem não saiba que as equipes estão entrando em campo com uma vontade maior que a normal para dar fim ao período sem derrotas do Rubro-negro.

"Todo mundo acha que nossa equipe relaxou. Acho que é ao contrário. As equipes que nos enfrentam estão vindo mais preparadas. E isso é uma coisa natural, que realmente acontece. Não é relaxamento nosso. Jogaremos um clássico e, por isso, é uma semana decisiva para nós. Sabemos que a vitória dá tranqüilidade. Só dependemos de nós para chegar na decisão da Taça Rio", disse Renato. 

Com site do Fla