Comandante do GEPE autoriza clássicos em São Januário, mas com ressalvas

Na segunda-feira, o presidente do Vasco Roberto Dinamite disse que havia enviado um pedido para o Ministério Público reivindicando a realização dos clássicos em São Januário. Segundo ele, o pedido foi atendido, mas ainda faltava a aprovação do GEPE (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) em relação à segurança.

Porém, nesta terça-feira, o comandante do GEPE, Major Marcelo Malheiros, afirmou que o estádio atende à necessidade de um público de 22 mil pessoas e que tem condições de abrigar os clássicos no Campeonato Brasileiro. Mas, para isso, o Vasco ainda terá de fazer alguns "ajustes" para que sejam cumpridos integralmente os critérios de segurança.

- Na verdade a diretoria do Vasco já entrou com o pedido. Temos conhecimento de que realmente o estádio atende à necessidade de um público de 22 mil pessoas. No que compete a polícia militar, estamos fazendo um levantamento. Ele tem espaço de 10% para as torcidas visitantes, separada. Temos um entendimento que o estádio é bom e consegue atender todas as condições para que sejam liberados, porém tem que ser feito alguns ajustes, adaptações, para que ele esteja totalmente liberado pela polícia militar, fora os outros órgãos também que tem competência para fazer a liberação - disse o comandante à Rádio Brasil, que completou:

- Temos de fazer nossa parte. Só podemos liberar o estádio quando percebermos que ele atende a todos os critérios de segurança e que sejam cumpridos. Caso a gente entenda que não há como fazer, nós colocaremos o nosso pensamento e informaremos a autoridade para que possam se manifestar - concluiu o Major Marcelo Malheiros.

De acordo com o regulamento da CBF a capacidade mínima para a realização de jogos em um estádio é de 15 mil pessoas sentadas