Capitão do Inter compara cidade mexicana a "filmes de Velho Oeste"

Depois de uma viagem de 17 horas de duração, que saiu de Guarulhos-SP e teve como destino final a cidade de Tuxtla Gutiérrez, a delegação do Internacional se surpreendeu com o cenário encontrado na capital do estado mexicano de Chiapas, que faz fronteira com a Guatemala. O palco do duelo contra o Jaguares, marcado para 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira, pela penúltima rodada do Grupo 6 da Libertadores, deixou jogadores impressionados pela paisagem árida e calor intenso que faz nesta época do ano.

"Parece as cidades dos filmes de Velho Oeste", disse o capitão Bolívar, em entrevista ao site oficial do clube colorado, logo ao desembarcar sob a temperatura de 38º C - segundo previsão local, o calor pode atingir 45º C durante a partida, graças ao horário de verão mexicano.

Para chegar a Tuxtla Gutiérrez, a delegação colorada saiu do Aeroporto de Guarulhos-São Paulo para a Cidade do México. De lá, foram quatro horas de espera até um outro voo em direção ao sul do México, com mais mil quilômetros de viagem aérea. A capital é a cidade mais populosa do Estado de Chiapas, com 500 mil habitantes. O duelo será disputado no Estádio Víctor Manuel Reyna, conhecido como "La Selva Del Jaguar", e tem capacidade para 25 mil torcedores.