Fluminense entra no clima de guerra da Libertadores

RIO - Gramado em péssimas condições, marcação dura, goleiro adversário inspirado e arbitragem complicada: na vitória sobre o Volta Redonda, o Fluminense provou uma boa dose daquilo que vai enfrentar na próxima quarta-feira, contra o Nacional (URU). A partida decisiva – 5ª rodada da fase de grupos – vale a sobrevida na Copa Libertadores da América.

– A torcida já sabe que, na quarta, o jogo vai ser uma guerra. É nesse clima de decisão que vamos para o Uruguai. Faremos tudo pelo Fluminense porque o grupo e os torcedores merecem – ressaltou o técnico Enderson Moreira.

A mudança de local, confirmada pela Conmebol, poupou o Flu das apertadas ruas de acesso ao Estádio Parque Central, mas levará o time à pressão do mítico Estádio Centenário, em Montevidéu, capital uruguaia. O meia Souza está ciente do tamanho desse desafio.

– Uma vitória como essa dá confiança e motivação para a partida. São jogos decisivos. Na quarta-feira, é isso que o torcedor está falando: guerra – destacou.

A Conmebol definiu um trio colombiano para Nacional (URU) x Fluminense. O árbitro será Óscar Ruiz, auxiliado por Rafael Rivas e Eduardo Díaz. O quarto árbitro será o uruguaio Líber Prudente.


Site do Flu