Felipão reclama de elenco e critica oposição palmeirense

SÃO PAULO - Em preparação para o clássico contra o Santos no domingo, o técnico Luiz Felipe Scolari mais uma vez criticou a falta de opções no elenco do Palmeiras. O treinador, que já manifestou seu desejo inúmeras vezes pela chegada de um camisa 9, falou ao jornal O Estado de S. Paulo sobre as carências do grupo alviverde e confirmou que procura um atacante para ser parceiro de Kléber e um zagueiro para substituir Danilo. Para justificar o pedido, citou as alternativas ofensivas de jovens como Vinícius (17 anos) e Miguel (18 anos), que "sequer saíram das fraldas", e a existência de "82 volantes", que devem ser usados como peças para trocas.

Apesar dos problemas, Felipão avaliou bem o trabalho feito para achar peças que resolvam os problemas do time, como os surgimentos das revelações Gabriel e Patrick e as contratações recentes a custo zero do atual líder do Paulista.

Na conversa, o treinador também falou da dificuldade financeira enfrentada pelo clube, que impediu os acertos com Adriano (que foi para o Corinthians) e também Leandro Damião (do Internacional), além de criticar o trabalho da oposição, que "a cada dois anos a ala verde quer tomar o poder da ala branca".

Na opinião do comandante, o clube precisa ter uma sequência no comando e planejamento a longo prazo.