Caio enaltece a força ofensiva do Botafogo e busca seu espaço no time

RIO - A mudança de postura no futebol do Botafogo nos últimos dois jogos, sobretudo contra o Paraná, tem repercutido bastante em General Severiano. Com um futebol mais ofensivo, típico da filosofia do técnico Caio Júnior, os jogadores de ataque se mostram empolgados para a sequência da temporada. O atacante Caio é um deles. Após ter aproveitado bem as duas oportunidades consecutivas que teve no ataque do clube, o "talismã" vibra com o atual momento.

"Gostei muito do time contra o Paraná. Voltamos a exibir um futebol com bastante criação e conseguimos a vitória. Teremos uma semana melhor, uma semana para Caio Júnior conhecer mais o grupo. Jogamos pra frente, com alegria, sem medo de errar. Fiquei bastante feliz pelo gol do Willian. Já botei até um apelido nele, Diamante Negro. Acho que está até roubar meu apelido de talismã", brincou Caio.

Desde que o presidente Mauricio Assumpção assumiu para cumprir mandato no triênio 2009/10/11, a base do clube passou a ser reformulada da A a Z. O gerente-geral Sidnei Loureiro assumiu e iniciou um trabalho de formiguinha para reestruturar o processo de reformulação de talentos. Nessa nova base, Caio foi o primeiro grande produto. Para os companheiros que subiram na sequência e até mesmo para quem sonha um dia "ser promovido" para o time profissional, Caio é a referência.

"É legal lembrar essas coisas. Quando jogávamos juntos na base, sempre nos perguntávamos: será que um dia vamos jogar juntos no profissional? Teremos oportunidade? Eu vim primeiro, depois Alex, em seguida Willian. Agora subiram Cidinho e Jairo. E é isso aí. Agora é dar sequência, ficar focado que a oportunidade aparecer para todos nós. Quero estar fazendo coisas legais para quem está na Base olhar para mim como um exemplo", afirmou.

Com o retorno de Loco Abreu da seleção do Uruguai, Caio deve retornar para o banco ou ser reaproveitado em outra posição, possivelmente no meio. Seja lá qual for a opção de Caio Júnior, Caio promete respeitá-la. "Consigo criar boas jogadas pela minha velocidade, o que ele precisar estou aí. Meia, atacante, acho que dá em qualquer uma das funções. Loco Abreu é muito importante pra gente. Chegou hoje me dando muitos conselhos. Se for para o banco, vou respeitar o professor do mesmo jeito", comentou o atacante.

Site do Botafogo