Responsável por anular Lucas, zagueiro diz que recebeu cotovelada

Com a ausência do volante Memo, que teria a responsabilidade de marcar Lucas, o principal armador são-paulino, coube a Éverton Sena a função de "cuidar" individualmente do jogador da Seleção Brasileira. Em partida válida pela Copa do Brasil, vencida pelo Santa Cruz por 1 a 0, o zagueiro reserva, mesmo improvisado, foi um dos jogadores mais elogiados do time local.

O defensor se defendeu das críticas feitas pelos jogadores do São Paulo, de que teria marcado Lucas de forma desleal. "Ele deu cotovelada. Bateu no meu rosto. Mas isso é de jogo, porque ele estava querendo que eu desse espaço, mas eu tinha uma missão", retrucou.

Considerado o melhor jogador em campo pela imprensa pernambucana, o goleiro tricolor Tiago Cardoso avaliou a atuação:

"Éverton fez o seu papel bem, então ele está de parabéns". Para o jogador, o Santa Cruz não poderia desrespeitar o São Paulo, mas também não tem motivos para temer nenhum adversário.