Escócia quer que Neymar ou a CBF se desculpem por acusações de racismo

A Federação de Futebol escocesa pediu nesta quinta-feira que o Brasil se desculpe por suas acusações de racismo no incidente em que o jogador Neymar disse ter sido o alvo de uma casca de banana jogada no campo durante a partida amistosa das duas seleções no domingo passado, em Londres.

"Já que o tema está resolvido e os torcedores escoceses estão desculpados, achamos justo atuar em seu nome e pedimos uma desculpa do jogador envolvido ou da federação brasileira", afirmou o presidente da entidade escocesa, Stewart Regan.

Depois do amistoso (vitória brasileira por 2-0) disputado no Emirates Stadium de Londres, Neymar acusou os torcedores escoceses de racismo por causa das vaias que recebeu em várias ocasiões.

Na mesma partida, também foi jogada uma casca de banana no meio do gramado, um gesto que alguns dirigentes brasileiros consideraram racista, apesar de a polícia desmentir esta intenção e atribuir a ação a um adolescente alemão que assistia o encontro.

"É uma grande decepção que este episódio ameace ofuscar uma partida agradável, que foi jogada em um ambiente de carnaval e com torcedores das duas equipes", lamentou Regan.

"A Escócia e o Brasil jogaram em muitas ocasiões nos últimos anos, cada vez em um ambiente colorido e amistoso", acrescentou.