Meia do Fluminense quer usar altitude como aliada no México

RIO - O meia Marquinho considera que uma vitória sobre o América do México, fora de casa, nesta quarta-feira, será muito difícil e acha que o Fluminense tem que explorar os chutes de fora da área para aproveitar a velocidade da bola na altitude e tentar surpreender o time adversário.

"Temos dois dias para ver como a bola rola, a velocidade e essas coisas. Temos que usar essa arma. Eu, Conca e outros jogadores gostamos de chutar de longe e podemos aproveitar a velocidade da bola", disse o meia tricolor. "Mas vai ser muito difícil vencer o América", acrescentou.

O Fluminense viajou para o México sem duas de suas principais estrelas: Fred e Emerson ficaram no Brasil fazendo tratamento para se recuperarem de lesões na panturrilha e tornozelo, respectivamente. O argentino Conca, ainda fora da melhor forma, irá para o jogo.

Outra baixa é Deco, que ainda sente o problema na coxa. Outro jogador experiente, Belletti não foi inscrito na primeira fase. O Fluminense empatou seus dois primeiros jogos em casa e precisa vencer o América para se recuperar no Grupo 3 da Copa Libertadores.