Com aprovação de Neymar, Ney Franco pode comandar o Santos

SÃO PAULO - Após demitir Adilson Batista, o Santos já mira a contratação de um novo treinador. Abel Braga, favorito da direção, já foi procurado, mas rejeitou a transferência. A bola da vez é Ney Franco, que comanda atualmente a Seleção Brasileira Sub-20 e é querido pelos atletas santistas que defenderam o time nacional. Neymar, por exemplo, é um dos que faz coro positivo em favor do treinador.

"O Ney Franco é uma pessoa que eu não tenho como falar dele, nem dentro e nem fora do gramado. O tempo que eu tive com ele na Seleção me ajudou muito, é um treinador de muita qualidade e vai ser muito bem recebido", afirmou o atleta nesta segunda-feira, em entrevista no CT Rei Pelé.

O diretor de futebol, Pedro Luiz Nunes Conceição, por sua vez, confessou que o clube procurou Abel Braga, favorito a assumir o cargo desde a saída de Dorival Júnior no ano passado. Contudo, a "dívida de gratidão" do técnico com a direção do Al-Jazira, seu atual clube, vetou a negociação.

"Falamos com o Abel ontem e a vinda dele está descartada, apesar de o contrato acabar em maio. A situação dele não é financeira, é moral no relacionamento dele com o Al-Jazira", disse Nunes Conceição.

O dirigente ainda desconversou a respeito de uma possível chegada de Ney Franco e negou que os jogadores possam ajudar a contratar um novo técnico. Contudo, apontou a boa relação santista com a CBF: "o relacionamento com a CBF é muito bom sim", disse.

Nesta terça-feira, o Santos deve anunciar que negociará separado do Clube dos 13 os direitos de transmissão de seus jogos, aproximando-se ainda mais da entidade máxima do futebol nacional.

Ney Franco comandará a Seleção no Mundial Sub-20 neste ano, mas não na Olimpíada de Londres de 2012 - Mano Menezes será o comandante, o que pode contribuir para o acerto. Nunes Conceição, porém, não crê que Neymar e outros jovens possam ajudar na negociação.

"Os jogadores, assim como a torcida, não fazem isso de ajudar a trazer treinador, até porque eles têm o comportamento profissional. A decisão da vinda do técnico será da diretoria", acrescentou o diretor de futebol.