Expulso, Alex Silva admite culpa por empate e critica árbitro

O São Paulo vencia o Palmeiras por 1 a 0 no Morumbi até que, aos 12min do segundo tempo, Alex Silva foi expulso. Depois da saída do zagueiro, a equipe da casa recuou e cedeu o empate por 1 a 1 no clássico desde domingo, no Morumbi. Após a partida, o defensor criticou a atuação do árbitro, mas considerou que deixou seus colegas "na mão".

"Tenho minha parcela (de culpa) por ter deixado os companheiros na mão", disse Alex Silva. "É complicado, talvez se cansaram por ter um homem a menos. Creio que pesa, sim (minha expulsão). Achei injusta", afirmou.

O defensor não considerou o empate justo, uma vez que o São Paulo tinha a vantagem antes da expulsão - que apontou como injusta. "Na minha saída estava mais para o São Paulo fazer o segundo do que o Palmeiras empatar. Acho que os jogadores foram guerreiros. Foi injusta a expulsão, não agredi em momento algum. Fui falar com ele que não precisava disso, houve um empurrão", explicou.

"Deu um empurrão nele, mas não houve agressão para expulsão. Poderia ter me dado um amarelo, mas não expulsar", disse Alex Silva.

O zagueiro apontou falhas no critério do árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, afirmando que jogadores do Palmeiras também poderiam ter sido expulsos. "Valdivia deu uma cabeçada no primeiro tempo e o juiz não deu nem amarelo. Não sei se Kleber teve a maldade ou não. Teve pisão do Valdivia no Carlinhos Paraíba e não houve nada, então o mesmo critério tem que ser usado para os dois lados", disse.

Marcada para 16h, a partida teve início com uma hora de atraso devido às fortes chuvas que atingiram o Morumbi. Para Alex Silva, este adiamento atrapalhou os times, especialmente na questão psicologia.

"Tivemos que retornar ao vestiário e fazer um novo aquecimento. Fica até estranho entrar na pilha do clássico. Acho que atrapalhou bastante as duas equipes", comentou.