Em clássico conturbado, Palmeiras marca no fim e empata com São Paulo

Em clássico conturbado, marcado por um longo atraso por conta da chuva, um "apagão" e lances violentos, o Palmeiras buscou empate por 1 a 1 contra o São Paulo, neste domingo, no Morumbi, e se manteve à frente do arquirrival na tabela do Campeonato Paulista.

Previsto para as 16h (de Brasília), o clássico esteve perto de ser adiado por conta da forte chuva que gerou caos na capital paulista neste domingo. Os jogadores chegaram a se aquecer sob a tempestade e sobre um gramado repleto de poças até que foram orientados a voltar aos vestiários. O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza postergou o início por 30 minutos em duas ocasiões até considerar que o gramado tinha melhorado de condições e autorizar a realização do duelo.

Quando a bola rolou, Fernandinho colocou o São Paulo em vantagem em belo chute aos 25min do primeiro tempo. Alex Silva deixou a equipe da casa com um jogador a menos aos 12min da etapa final, após agredir Adriano "Michael jackson", justamente o autor do gol alviverde, que saiu apenas aos 39min.

Com o resultado, o Palmeiras vai a 21 pontos e desperdiça a chance de reassumir a liderança (o Corinthians soma 22 e o Mirassol pode alcançar esta mesma pontuação). Já o São Paulo fica com 19, mas pode comemorar ao menos a manutenção de um longo tabu contra o arquirrival. Desde 2002, os alviverdes não vencem os tricolores no Morumbi - já são 17 jogos.

O jogo

Após muita água e espera, os dois times fizeram a bola rolar a partir das 17h09. Do lado são-paulino, o técnico Paulo César Carpegiani decidiu deixar o veterano Rivaldo no banco e manteve Casemiro e Carlinhos Paraíba, que era dúvida, como titulares. Rogério Ceni superou dores nas costas e também foi a campo. No Palmeiras, Luan ganhou a concorrência de Adriano no ataque e iniciou ao lado de Kleber.

Quem imaginou que o gramado alagado e a longa espera nos vestiários esfriaram os ânimos dos jogadores não demorou para perceber que estava enganado. Logo no primeiro minuto, Valdivia e Miranda se estranharam e foram advertidos pelo árbitro. Mais dois minutos e o zagueiro acertou o chileno e levou amarelo. Em 12min, o clássico da décima rodada do Paulista já registrava 11 faltas.

Quando as equipes se preocuparam em jogar, o Palmeiras criou a primeira chance de perigo. Marcos Assunção cobrou falta, Rogério Ceni falhou e Kleber por pouco não arrematou para o gol. A partir dos 15min, no entanto, o São Paulo aumentou o ritmo de jogo, mantendo a bola no ataque. Dagoberto só não marcou de falta porque Deola foi buscar no ângulo.

Mas os donos da casa não demorariam para abrir o placar. Fernandinho dominou a bola pela esquerda e bateu forte no canto esquerdo de Deola, marcando um belo gol aos 25min. Segundos depois, no entanto, a torcida teve mais um teste de paciência. Os refletores do Morumbi se apagaram e a energia só voltou 15 minutos depois. No reinício, o Palmeiras teve mais posse, mas o São Paulo, com velocidade, foi mais objetivo. Lucas cruzou com efeito e quase ampliou aos 34min antes de mandar outra boa oportunidade para fora aos 45min.

O Palmeiras voltou do intervalo com Leandro Amaro no lugar de Danilo, que já tinha amarelo, mas viu o time tricolor assustar em cabeçada de Dagoberto logo no início. Com o time alviverde inoperante no ataque, Felipão trocou Luan por Adriano. O atacante que saiu do banco nem bem tocou na bola e cavou a expulsão de Alex Silva aos 12min. O zagueiro se irritou com o que considerou uma simulação do rival, o empurrou e levou o cartão vermelho de forma direta da arbitragem, gerando muitos protestos tricolores.

O clima, então, voltou a ficar quente a partir da expulsão. A cada falta mais violenta os jogadores discutiam e o juiz era cercado. O Palmeiras se lançou para frente e quase marcou aos 26min, quando Tinga soltou uma bomba e Rogério Ceni fez bela defesa. Na sequência, Carpegiani reforçou a defesa, tirando Fernandinho e mandando Xandão a campo. Valdivia e Adriano tiveram boas chances e pararam no goleiro tricolor. Aos 39min, porém, Kleber deixou Adriano na cara de Rogério, que desta vez nada pôde fazer para evitar a igualdade.

Os dois times voltam a campo pelo Paulista no próximo sábado. O São Paulo pega o São Caetano no Anacleto Campanella, enquanto o Palmeiras recebe o Santo André no Pacaembu. Antes, no mesmo estádio, os alviverdes fazem o duelo de volta contra o Comercial-MS, pela primeira fase da Copa do Brasil.

São Paulo x Palmeiras

Gols

São Paulo: 
Fernandinho, aos 25min do primeiro tempo 
Palmeiras: 
Adriano, aos 39min do segundo tempo

São Paulo: Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva e Miranda; Jean, Carlinhos Paraíba, Casemiro, Lucas (Rivaldo) e Juan; Fernandinho e Dagoberto (Willian José). Técnico: Paulo César Carpegiani

Palmeiras: Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Danilo (Leandro Amaro) e Gabriel Silva; Marcos Assunção (João Vitor), Márcio Araújo, Tinga e Valdívia; Kleber e Luan (Adriano). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cartões amarelos 
São Paulo: Miranda, Dagoberto
Palmeiras: Danilo, Marcos Assunção

Cartão vermelho 
São Paulo: Alex Silva

Árbitro 
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza

Renda e Público
R$ 815.394,00/26.138 pagantes