Benfica vira nos acréscimos, bate Marítimo e segue na caça ao Porto

LISBOA - O Benfica recebeu o Marítimo e não decepcionou os quase 55 mil torcedores que compareceram ao Estádio da Luz, em Lisboa. Com um gol nos acréscimos do segundo tempo, o time comandado por Jorge Jesus virou e venceu por 2 a 1, em partida realizada neste domingo.

Com o resultado, o Benfica fica agora com 51 pontos, oito atrás do líder Porto. Na 13ª colocação, o Marítimo continua ameaçado pelo fantasma do rebaixamento, com 22 pontos.

A partida marcava a estreia do brasileiro Jardel na equipe benfiquista. Diferente do artilheiro homônimo que fez história nos rivais Porto e Sporting, o jogador é zagueiro e veio de uma transferência com o Olhanense. O duelo contou também com o retorno de Javier Saviola ao time titular.

Melhor durante a primeira etapa, o Benfica assustou o goleiro Marcelo Boeck logo aos oito minutos. O paraguaio Cardozo arriscou e a bola passou ao lado da trave. Dois minutos depois, o Marítimo respondeu com Babá Diawara.

Aos 22min, Luisão quase marcou após escanteio, mas o ex-goleiro do Internacional fez boa defesa. Faltando dez minutos para o intervalo, Gaitán recebeu passe de Fábio Coentrão e carimbou a trave adversária.

No segundo tempo, o jogo manteve a mesma cara. O Benfica seguiu pressionando, enquanto que o Marítimo respondia com rápidos contra-ataques. Insistindo, o time da casa mandou mais uma bola no poste adversário, desta vez com Cardozo, aos 10min.

O primeiro gol do duelo saiu faltando apenas 10min para o fim do jogo. Após cobrança de escanteio, o angolano Djalma aproveitou e marcou para o Marítimo. Cinco minutos depois, Salvio marcou e salvou o Benfica. Fábio Coentrão cruzou para o meia argentino, na segunda trave, completar para o gol e empatar a partida.

Já nos acréscimos, o Benfica chegou a virar a disputa, mas o árbitro anulou o lance ao marcar falta de Cardozo sobre o goleiro brasileiro Marcelo Boeck.

Lutando até o fim, o Benfica virou no último minuto do duelo. Após confusão na área do Marítimo, Fábio Coentrão bateu forte e garantiu os três pontos para o time de Lisboa.