Renato Gaúcho recebe visita especial antes da final

Valdir Espinoza, técnico campeão da américa e do mundo com o Grêmio em 1983 e que tinha Renato Gaúcho vestindo a camisa de número sete, esteve na tarde deste sábado, visitando o clube e, em especial, o hoje técnico e eterno ídolo gremista.

"O Espinoza é como um pai para mim, eu tenho muito do Espinoza treinador no meu trabalho e na minha vida", disse Renato Gaúcho. A reciproca é verdadeira por parte de Valdir Espinoza, que está gostando do trabalho do atual técnico gremista.

"Eu tenho o Renato como um filho e o que me deixa alegre é o crescimento que ele vem tendo como treinador, eu tenho um carinho muito grande por ele, por isto que eu digo, hoje eu sou o maior torcedor do Grêmio, por ser gremista de coração e pelo Renato, que esta no comando do time". Disse Valdir Espinoza.

Sobre o jogo deste domingo, Espinoza conhece bem como é enfrentar o time do Cruzeiro-RS, no final da década de 60, ainda como jogador, ele atuou pelo time tricolor em vários clássicos porto-alegrenses.

"Joguei muito Gre-Cruz, enfrentei o Valdir Morais, no gol, o Ortunho, o Airton Pavilhão, era um grande clássico. Não tinha o tamanho do Gre-Nal, mas tinha muita rivalidade", frisou Valdir Espinoza.

Para o jogo de domingo, o técnico Renato Gaúcho aguarda pelo meia Lúcio. O jogador ainda sente dores no joelho direito e não tem presença garantida. Grêmio e Cruzeiro será disputado no estádio Olímpico, as 16h, e vale vaga à final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. A outra semifinal será entre Caxias e São José-POA