Maradona quer continuar carreira de técnico e sonha com Espanha

BUENOS AIRES - O ex-jogador argentino Diego Armando Maradona, que treinou a seleção argentina para a Copa do Mundo de 2010, afirmou que pretende continuar perseguindo uma carreira como técnico, e que considera "factível" fazê-lo na Espanha, em entrevista publicada nesta sexta-feira pelo jornal esportivo Marca.

"A vontade (de treinar) continua intacta", disse Maradona. "Tive duas ou três propostas importantes depois do Mundial, mas não me convenceram".

O ex-treinador da 'Albiceleste' indicou que "chegaram através de algumas pessoas algumas ofertas". Mas, explicou, "eu lhes disse amavelmente que não era o momento, com todo o respeito do mundo, e que eu ainda não estava convencido".

"Mas, bom, agora é diferente: quando acabar este verão, ou talvez agora mesmo, pensarei de outra maneira", acrescentou o astro argentino, para quem a Espanha - atual campeã do mundo - parece um bom destino.

"Creio ser factível que eu treine na Espanha, mas nunca me oferecerei para uma equipe que já tenha técnico, e sobretudo, para uma que esteja jogando no topo", disse.

"A questão é que os grandes clubes da Espanha já têm grandes técnicos e não é bom que eu vá aos jogos e as pessoas digam isto ou aquilo", afirmou, acrescentando, porém, que está se "preparando para uma oportunidade".

"Preciso estar em contato com a bola, com os jogadores", insistiu Maradona, que foi eliminado nas quartas de final com a seleção argentina na Copa do Mundo da África do Sul.