Abertura da Copa de 2014 será em São Paulo, afirma Kassab

 

A abertura da Copa do Mundo de 2014 ocorrerá no futuro estádio do Corinthians, no bairro de Itaquera, na zona leste da capital paulista, garantiu hoje (25) o prefeito Gilberto Kassab, após reunião com a presidenta Dilma Rousseff. “Podemos afirmar hoje que, inquestionavelmente, nós teremos, na cidade de São Paulo, a abertura da Copa do Mundo em Itaquera, no estádio do Corinthians”, afirmou.

O encontro contou também com a participação do governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do ministro dos Esportes, Orlando Silva, e do ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Antonio Palocci.

De acordo com Kassab, há um última pendência a ser resolvida antes de o Corinthians receber o aval para o início das obras. Ainda há a necessidade do clube e a prefeitura acordarem um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com Ministério Público Estadual.

“Nas próximas semanas vamos assinar o TAC do Corinthians, da prefeitura e do Ministério Público, deixando claro as contrapartidas do Corinthians para a cidade por conta da construção em área pública”, disse Kassab.

Segundo o prefeito, já há “sinal verde” do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o financiamento de R$ 400 milhões para a obra. O restante do investimento necessário para se erguer a nova arena virá de incentivos da prefeitura para investimentos na região. A previsão de Kassab é que no fim de abril a obra possa ser inciada.

Kassab afirmou ainda que o terreno onde será erguido o novo estádio é público, e que estava sendo usado pelo Corinthians há décadas em regime de comodato. De acordo com o prefeito, como o clube não ergueu o estádio no local, perdeu o direito de explorar o terreno. Mas a questão, segundo ele, será resolvida como uma renovação do comodato.

Perguntado se a obra estará pronta para ser usada na Copa das Confederações, Kassab disse que o esforço será grande, mas caso ela não termine a tempo, a nova Arena Palestra Itália, que deverá já estar pronta em 2013, e o Estádio do Morumbi poderão ser usados.

Segundo ministro Orlando Silva, a presidenta Dilma ficou satisfeita com a garantia de que São Paulo terá um estádio de 65 mil torcedores segundo os critérios da Fifa. “Ela tem a percepção de que a cidade de São Paulo é que deve fazer a abertura da copa do mundo de 2014, pela infraestrutura, pela rede hoteleira e qualidade dos serviços”.