Vitória conta com goleiro-artilheiro para avançar na Copa do Brasil

Marcar e não sofrer gols. Essa é a receita proposta pelo técnico do Vitória, Antônio Lopes, para vencer a partida desta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), contra o Botafogo-PB, e se classificar para a próxima fase da Copa do Brasil. O time rubro-negro precisa ganhar por 2 a 0 ou por três gols de diferença caso o adversário marque um gol. E para tal, a equipe baiana contará com todas as armas ofensivas à sua disposição, incluindo o seu goleiro, o colombiano Viáfara.

O time rubro-negro marcou apenas um gol na partida de estreia. Para tentar reverter esse quadro, Lopes conta também com o goleiro-artilheiro, que já balançou a rede nove vezes com a camisa do Vitória. Na carreira, são dez.

"Precisamos marcar para não sermos eliminados e perdermos o nosso semestre", garante o arqueiro. O colombiano aguarda também a repetição do triunfo de 2010, quando o Vitória venceu por 4 a 0 contra o Corinthians-AL, dentro do Barradão, na primeira fase da Copa do Brasil. Na partida de ida, o Vitória perdeu por 3 a 1.

Antônio Lopes, campeão da competição com Internacional em 1992, afirma que para triunfar em um campeonato como o que está sendo disputado pelo time baiano, é preciso atacar, marcar muitos gols e se preocupar também com a retaguarda para não ser surpreendido pelo adversário. Segundo ele, não dá para jogar com os mesmos critérios de um Campeonato Brasileiro, porque a Copa do Brasil é regulamentada pelo sistema mata-mata. "É fazer gols fora e dentro de casa", afirma o treinador.

Do lado do Botafogo, problemas. A equipe terá o desfalque do atacante Edmundo e do meia Miltinho, ambos com lesão. O técnico Paulo Moroni faz mistério quanto os possíveis substituto