Sem Ronaldo, Corinthians celebra time pegador e defesa firme

 

Aos poucos, o Corinthians se reorganiza sem contar com Ronaldo e, naturalmente, tendo a possibilidade de utilizar Liedson. Na avaliação dos jogadores da defesa, o novo atacante ajuda até na consistência da retaguarda, a segunda menos vazada do Campeonato Paulista. Coincidência ou não, com a presença do novo camisa 9, são quatro partidas disputadas e apenas um gol sofrido.

"O clássico contra o Santos foi um dos jogos que menos demos chance ao adversário. Quando isso acontece, é mérito de todos. É o Jorge Henrique e o Dentinho acompanhando, é o Liedson voltando até o meio. Demos pouco espaço, senão criariam muito. Me senti mais protegido", diz o goleiro Julio Cesar.

Ainda sobre Liedson, Julio Cesar fez elogios ao perfil do jogador, que foi às redes em cinco ocasiões em quatro partidas na volta ao Parque São Jorge.

"Não só pelos gols que faz, mas porque é um jogador de grupo. Ele ajuda bastante na marcação, volta até a defesa e se doa bastante. Se precisar, ele vem nas bolas paradas ou até a área para pegar rebote. É um jogador de alto nível do futebol europeu", acrescentou o goleiro.

Wallace, titular contra o Santos, endossou a avaliação de Julio Cesar. "O Ralf e o Paulinho fizeram uma proteção eficaz da defesa e isso contribui para a gente não se expor tanto. É a segunda menos vazada não só por causa dos zagueiros, mas pelo trabalho dos onze que estão em campo".

Outro ponto favorável para o fortalecimento da defesa, segundo avaliação de Julio Cesar, é a possibilidade de repetir toda a equipe, o que Tite deve fazer no próximo jogo, no sábado, contra o Grêmio Prudente, no Pacaembu. "A zaga é o setor que mais necessita de entrosamento, porque o erro precisa ser mínimo. Repetir dá ritmo e entrosamento", opinou.

Apesar do bom momento da defesa, é certo que o Corinthians trata o reforço da zaga como prioridade de mercado neste momento. O clube ainda procura um defensor capaz de substituir William, aposentado, à altura. Cris, do Lyon, e Manoel, do Atlético-PR, foram os nomes ventilados recentemente.

E, para piorar as coisas, três zagueiros estão de fora por lesão: Chicão, com problema muscular, Paulo André, que se recupera de cirurgia, e o jovem André Vinícius, que será submetido a outra operação no joelho.