Sem opção para comando, Bahia efetiva Chiquinho de Assis

 

Chiquinho de Assis é o novo técnico do Bahia. O anúncio foi feito nesta tarde pela diretoria do clube, que desde segunda-feira esperava pela chegada de um treinador. Geninho, Vadão e PC Gusmão foram procurados, mas rejeitaram o convite.

Em comunicado no site oficial do clube, a diretoria do Bahia afirma que Chiquinho de Assis foi efetivado "por entender que ele possui as qualificações técnicas e teóricas necessárias para comandar a equipe, já que o mesmo está no clube desde o ano passado". O texto segue afirmando que Chiquinho foi peça importante na revelação de alguns jogadores da divisão de base do clube e conhece os atletas, pois desde o início da temporada ele integra a comissão técnica.

Chiquinho de Assis, 57 anos, chegou ao Bahia em junho de 2010. Neste mesmo ano comandou o time na Copa do Nordeste. O novo comandante tricolor é carioca e já trabalhou nas equipes profissionais do Camaçari e da Catuense, ambas do interior da Bahia. Teve passagem também pelas divisões de base do Vitória, e durante cinco anos comandou o time do Miami dos Estados Unidos.

Chiquinho atuava como técnico interino do Bahia desde segunda-feira, quando Rogério Lourenço foi demitido. No jogo de quarta-feira contra o Camaçari, ele ajudou o time a vencer a partida por 2 a 0.

No próximo domingo, agora como técnico principal, Chiquinho tem a missão de ajudar o Bahia a ganhar do Camaçari, mais uma vez. A partida é válida pela sétima rodada do Campeonato Baiano e será disputada às 17h (de Brasília), na cidade do time rival.