Wanderley faz o gol da vitória na noite de Ronaldinho: Flamengo 1 a 0

 

Ronaldinho tentou, se esforçou, mas passou em branco em sua estreia com a camisa do Flamengo. O astro, no entanto, viu o coadjuvante Wanderley brilhar novamente e dar a vitória ao time rubro-negro. Nesta quarta-feira, o Engenhão, com boa presença de torcedores, viu o Flamengo derrotar o Nova Iguaçu por 1 a 0, com gol nos instantes finais. Com o resultado, a equipe carioca segue líder do Grupo A da Taça Guanabara, com cinco vitórias em cinco partidas.

Ao entrar em campo, Ronaldinho viu um belo mosaico formado pelos torcedores com os dizeres "Bem-Vindo R10". Se a recepção foi boa, a resposta do astro foi satisfatória. O meia-atacante, que permaneceu em campo até o fim do jogo, desarmou, lançou, tabelou de letra, reclamou e foi o homem da bola parada do time. O atleta levou mais perigo neste fundamento, acertando bons chutes de longe.

O primeiro jogo de Ronaldinho fez com que Vanderlei Luxemburgo alterasse a equipe que venceu as quatro partidas anteriores no Estadual. O lateral esquerdo Egídio deu lugar a Renato Abreu, o que fez com que os volantes saíssem menos para o jogo. Ronaldinho atuou aberto pela esquerda, criando jogadas com Abreu. Pela direita, Vander e Léo Moura tiveram função parecida, enquanto Thiago Neves ficou pelo meio.

O time do Flamengo entrou no gramado puxado por Léo Moura, capitão do time nas partidas iniciais da temporada. O último a subir foi o astro da noite, Ronaldinho, que veio a campo animado, saltando e se aquecendo com intensidade. Antes do cara e coroa pelo lado do campo em que os times começaram o jogo, Léo Moura passou a braçadeira ao astro, que agora passa a capitão do time.

O jogo

A primeira participação efetiva de Ronaldinho aconteceu aos 5min, quando o astro cobrou falta da intermediaria e, em vez de cruzar na área, chutou para o gol. Três minutos depois, o astro teve nova chance em bola parada, mas ela apenas passou pela área adversária sem que algum flamenguista aproveitasse.

Na sequência da jogada, o Nova Iguaçu criou a primeira chance de perigo real do jogo. Em contra-ataque, William rolou para Alex Faria que, em frente ao gol, chutou rente à trave esquerda. O Flamengo deu mostras nos primeiros minutos de sua capacidade de trocar bons passes ofensivos, mas também de deixar espaços na defesa.

O time rubro-negro, como já era esperado, concentrou seus jogos pela esquerda, onde Ronaldinho voltava para buscar jogo e Renato Abreu fazia suas subidas pela lateral. Com o passar dos minutos, o Nova Iguaçu se soltou mais no jogo e, trocando passes, deu trabalho à defesa flamenguista. Aos 30min, Thiago Neves arriscou chute de longe, que passou perto do travessão adversário.

Dois minutos depois, Ronaldinho teve mais uma oportunidade em bola parada, mas acertou a finalização na barreira. Ainda que disposto em campo, as melhores oportunidades saíam em cobranças de falta. Aos 37min, o goleiro Diogo Silva precisou se esticar para espalmar nova tentativa do astro, que resultou em escanteio.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Flamengo voltou a campo jogando com calma, cadenciando a partida em vez de abafar o Nova Iguaçu. Aos 4min, Ronaldinho acertou grande lançamento para Deivid, mas o atacante não conseguiu transformar a jogada em gol. A partida caiu muito de nível no segundo tempo, com os dois times incapazes de montar lances de perigo. Quem ficou melhor, inclusive, foi o Nova Iguaçu.

Buscando quebrar o marasmo de sua equipe, Luxemburgo promoveu duas mudanças no time. Wanderley e Bottinelli vieram a campo substituindo, respectivamente, Deivid e Vander. O Flamengo apenas trocava passes em sua defesa, sem conseguir passar pelo meio de campo. Após a parada técnica, os rubro-negros melhoraram, dando novo fôlego ao ataque.

Aos 23min, Ronaldinho voltou a protagonizar um lance, só que negativo. O astro acertou o defensor Foca, que ficou no gramado sentindo dores. Mas o momento do Flamengo realmente melhorou. O time voltou a controlar o jogo, ainda que sem dar grande trabalho ao goleiro Diogo Silva.

Aos 31min, Ronaldinho dominou a bola dentro da área e rolou para Thiago Neves, que chutou por cima do travessão. A pressão flamenguista prosseguiu, mas a agora retranca do Nova Iguaçu frustrava as tentativas. Aos 34min, Ronaldinho tocou de cabeça para Léo Moura, que exigiu boa defesa do goleiro.

Com o jogo se encerrando, o astro teve nova boa chance, em falta na entrada da área adversária pela ponta esquerda, mas o chute saiu perto da forquilha direita. A partida parecia seguir para o empate sem gols, porém, aos 41min, a estrela de Wanderley brilhou novamente no campeonato. Thiago Neves chutou após passe de Egídio, o goleiro Diogo Silva deu rebote e o atacante completou para o fundo das redes - o mesmo Wanderley já havia sido o responsável pela vitória na estreia de Thiago Neves. Estava feita a festa para Ronaldinho.

Flamengo 1 x 0 Nova Iguaçu

Gols

Flamengo: 
Wanderley, aos 41min do segundo tempo 

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, David e Renato Abreu; Maldonado (Egídio) e Willians; Vander (Bottinelli), Thiago Neves e Ronaldinho; Deivid (Wanderley). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Nova Iguaçu: Diogo Silva; Foca (Lukian), Leonardo, Alex Moraes e Cortes; Amaral, Mossoró (Dieguinho), Alex Faria (Luan) e Marcus Vinícius; William e Maycon. Técnico: Josué Teixeira

Cartões amarelos 
Flamengo: Welinton, Maldonado e Thiago Neves 
Nova Iguaçu: Diogo Silva, Alex Moraes, Cortes, Amaral e William

Árbitro 
Wagner do Nascimento

Local 
Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)