Observado, Lucas ganha espaço e vira exemplo na Sub-20

Mesmo com grande parte dos olhares voltados para Neymar, o meio-campista Lucas tem garantido um espaço crescente na Seleção Sub-20. Com atuações que não chegam a ser brilhantes, o jogador do São Paulo consegue se destacar pelo futebol participativo, forte e técnico.

Lucas ganhou ainda mais holofote nos últimos dois dias. Primeiro, pelo golaço de cobertura marcado contra o Chile em um jogo em que saiu machucado e foi elogiado pela valentia. Depois, pela informação de que o chefe de estatísticas do Barcelona, Albert Valentín, gostou do futebol do jogador em suas análises em Arequipa.

Com o status elevado, Lucas entrará em campo de quinta para sexta-feira, contra a Colômbia, às 0h10 (de Brasília), com a certeza de que terá cada um de seus passos observados. Situação que não incomoda o técnico Ney Franco.

"Os jogadores estão acostumados com isso, mas conversamos sempre para que o plano individual não se sobreponha à parte coletiva. Estamos acostumados com este tipo de assédio. Esperamos que no futuro tenhamos uma economia forte para manter esses jogadores aqui", analisou.

Lucas não chega a ameaçar Neymar no posto de jogador mais concorrido em entrevistas e badalado. Porém, cada vez mais é citado por colegas em entrevistas por sua importância para o grupo.

Após o último jogo, a força de vontade do meio-campista, que se machucou e disse que já estava pronto para jogar minutos depois, chegou a ser classificado como exemplo pelo lateral direito Galhardo. "É um cara que briga muito. Mesmo sentindo muita dor, não queria sair. Está sempre lutando, sempre nos ajudando", disse.

Em entrevista exclusiva ao Terra, no início da campanha brasileira no Sul-Americano, Lucas comentou sobre suas características e disse que tem o perfeccionismo como marca registrada. Fora isso, recebeu elogios de Ney Franco por sempre estar concentrado.