Luxemburgo elogia dedicação de Ronaldinho em sua estreia

Treinador acredita que o camisa 10 teve boa atuação e ainda pode evoluir na temporada

RIO - Ronaldinho surpreendeu. Não pelas jogadas de efeito, não pela dedicação e não pela identificação com a torcida do Flamengo. Mas sim pelo preparo físico. Ele ficou em campo os 90 minutos, sem reclamar. Correu, deu carrinho, lançou, passou, driblou... Foi uma atuação para deixar até mesmo o sempre cauteloso Vanderlei Luxemburgo animado.

"Às vezes o jogador pega muito na bola e não produz. Às vezes pega pouco e é mais produtivo. Deixou os colegas algumas vezes bem colocados, algumas vezes errou. Para quem está se adaptando, recuperando as condições físicas e técnicas, foi uma boa estreia. Me surpreendeu por jogar o tempo todo. No segundo jogo vai ter cãibras até no dedinho do pé. Vamos ver como vai ser o próximo", afirmou o treinador, dizendo que a movimentação do craque também é fundamental.

"O Ronaldinho ficar do lado do campo, só pelo lado esquerdo, é pouco para um jogador do nível dele. Pode ser mais atuante, participativo. Fiz uma movimentação com ele no jogo. Além disso, o Thiago ainda está se entrosando. Coloquei ele, Thiago e Vander, três jogadores por trás de um atacante (Deivid). Não quero quantificar, tem de esperar. Foi o melhor do mundo duas vezes. Tem de deixar o cara jogar", observou.

O comandante rubro-negro falou também sobre a boa atuação do adversário. Segundo ele, isso já era previsível. No entanto, o treinador ressaltou a importância de o time do Flamengo ter feito o gol e saído com a vitória. "Foi uma grande oportunidade no contragolpe. Você tem de matar a jogada, fazer a falta ou parar a jogada, fazer qualquer coisa. O resto jogadas normais. Eles têm uma equipe bem treinada, jogaram nas costas do Léo e do Renato. É bem fisicamente e bem treinada. Foi mais um jogo de paciência. Você não vai ganhar a hora que você quiser. Se o gol tivesse saído um pouco antes, eles teriam de se expor um pouco mais", completou.

Site do Flamengo