Reforma do Beira-Rio causa espanto em Tinga

Definido como um dos estádios para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, o Beira-Rio começa a ser preparado para o grande evento. Mesmo com um quarto da arquibancada inferior destruída a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros liberaram o local para receber os jogos do Campeonato Gaúcho e da Libertadores da América. E é neste palco que o time principal do Inter fará o primeiro jogo na temporada 2011, nesta quinta-feira, contra o Juventude, pelo Estadual.

"É estranho, um lado sem arquibancada, quando a gente começou a treinar até pensei que não fosse jogar aqui, com toda esta destruição. É uma coisa muito ruim. Se está jogando e olhar para o lado, parece que está jogando em um lugar qualquer. Pelo fato do Beira-Rio ser um estádio tradicional, não é normal, mas é para uma melhora do clube. O dia que acabar, vai ser positivo, e em meio a competição vamos ter que nos adaptar a tudo isto", disse Tinga, meia do Internacional.

Para o jogo desta quinta-feira, o técnico Celso Roth mudou o esquema do time saíndo do 4-2-3-1 para o 4-4-2. O time está definido com: Lauro; Ney, índio, Ronaldo Alves e Kléber; Wilson Mathias, Guiñazu, Tinga e D'Alessandro; Alex e Leandro Damião.