Em semana de Ba-Vi, Vitória apresenta Geovanni e Pedrão

 

O novo dono da camisa 10 do Vitória, o meia Geovanni, 30 anos, foi apresentado nesta segunda-feira e chega cheio de sonhos à Toca do Leão. Pelo menos bagagem acredita-se que ele tem. O atleta, que foi revelado no Cruzeiro em 1997, já passou pelo Barcelona, da Espanha, Benfica, de Portugal, além do Manchester City e do Hull City, ambos da Inglaterra. Geovanni estava atuando no San Jose Earthquakes, dos Estados unidos.

Com contrato até o final de 2012, o meia, que também passou pelo América de Minas, diz poder colocar o clube no lugar onde ele nunca deveria ter saído (1ª divisão), por ser um grande time.

Se for pela experiência, Geovanni já deu um grande passo para realização desse sonho. Apesar de realidades diferentes, o jogador também já disputou uma segunda divisão no futebol inglês pelo Hull City, ano passado. Ele ainda disse que quer fazer história levando o Vitória para disputar a Copa do Brasil e a Libertadores.

O Vitória aproveitou o embalo e também apresentou o atacante Pedrão, que vai disputar a camisa 9 com Edson e com Neto Baiano, reintegrado ao time. Neto voltou para a concentração do Vitória no dia 27 de janeiro. No último dia 11 o jogador desapareceu da Toca alegando não querer jogar mais no clube. O Vitória recorreu e obrigou o atleta a cumprir o contrato que é até junho.

Já Pedrão estava nos planos do Vitória desde 2009, mas o negócio não havia sido concretizado. Agora, o Vitória espera contar com a experiência do jogador que já passou por times como Al Shabab, dos Emirados Árabes, Goiás e São Caetano, além do Barueri (atual Grêmio Prudente) e do Linense de São Paulo, última equipe do jogador antes do Vitória.