Ramon defende conversa para resolver erros no Vasco

 

O lateral esquerdo Ramon, muito criticado pelas más atuações pelo Vasco no começo do Estadual (duas derrotas em dois jogos), afirmou que os erros cometidos pelo time precisam ser corrigidos na base da conversa.

No intervalo da derrota para o Nova Iguaçu, no último domingo, o técnico PC Gusmão criticou abertamente os meias do time, Felipe e Carlos Alberto, e disse que estava tudo errado.

"Temos que sentar e conversar para corrigir os erros", afirmou Ramon, após a partida, quando o PC Gusmão disse que estava envergonhado com o começo do time no Carioca.

Na manhã desta segunda-feira, a torcida pichou os muros de São Januário e protestou contra a apatia da equipe. Ramon, no entanto, encara com normalidade as críticas da torcida. "Temos que saber ouvir as críticas e transformar isso em trabalho", decretou.

Clássico

Para contornar o mau começo de ano enfrentado, Ramon acredita que o clube de São Januário tem a obrigação de vencer o rival Flamengo, no domingo. Antes do clássico, no entanto, o Vasco enfrenta mais um pequeno, o Boavista, na quarta-feira.

"O jogo com o Boavista tem que ser um divisor de águas. Depois vamos para o clássico com o Flamengo, que é um campeonato a parte, e temos obrigação de vencer. Ainda mais se o resultado com o Boavista não vier", analisou.

Carlos Alberto, que deixou o jogo com o Nova Iguaçu contundido, não será problema para o jogo de quinta-feira. O meia negou que tenha discutido com PC Gusmão depois de mais um fiasco do time. "Não houve nada disso. O que acontece são cobranças normais no futebol". disse o atleta, bastante criticado pela torcida.