Ao lado de Marta, Dilma promete "atenção" ao futebol feminino

Ao lado da meia-atacante Marta, eleita pela quinta vez a melhor jogadora de futebol do mundo, a presidente Dilma Rousseff prometeu nesta segunda-feira se empenhar pela maior valorização do futebol feminino no Brasil. A presidente, que recebeu a camisa 10 do Santos no Palácio do Planalto, em Brasília, foi presenteada pela atleta com um uniforme autografado.

"Uma atenção ao futebol feminino ela falou, sim, que vai ter. Espero que isso aconteça. Hoje temos vários clubes e a maioria deles é desconhecida. Gostaria que outros grandes clubes também tivessem a modalidade feminina", disse Marta, assediada no Salão Branco da sede do governo federal. "A popularização do futebol feminino tem que ser trabalhada entre várias entidades, a CBF, a iniciativa privada, o próprio governo", defendeu, brincando com o eterno favoritismo em eleições da Fifa.

"Não estou impedindo as outras ganharem. Estou fazendo meu trabalho e espero que seja outra brasileira a próxima a vencer a Bola de Ouro. Tem muita menina boa, mas é complicado para elas no Brasil dar seguimento se não há opção de trabalho".

Com contrato com o Santos até fevereiro, a meia não descartou a possibilidade de jogar na Suécia ou nos Estados Unidos ainda em 2011, mas admitiu que seria um "sonho" permanecer na liga nacional. "É o sonho de qualquer jogadora jogar no seu país, mas eu não sei se isso é possível ainda. No momento ainda não tenho resposta sobre o meu futuro", explicou.

Sete vezes indicada a melhor do mundo, a alagoana Marta foi agraciada com a Bola de Ouro da Fifa no último dia 10, desbancando as alemãs Birgit Prinz e Fatmire Bajramaj.