Joel elogia time do Botafogo por superar todas as dificuldades e vencer

RIO - Estreia de campeonato nunca é fácil. Por este motivo, Joel Santana já mostrava preocupação com o jogo contra o Duque de Caxias. Experiente, o treinador previa muitas dificuldades, como, de fato, acabou acontecendo. No fim, o final foi feliz, com a vitória do Botafogo por 2 a 1.

"Jogamos muito bem uns 18 minutos. Falei: 'Que partida estamos fazendo, está como no amistoso!'. Mas, depois da parada técnica, não sei o que aconteceu, deu um distúrbio. As peças desconectaram, cada um queria resolver individualmente. O problema era para ser resolvido em conjunto. Para piorar, tomamos o gol no final", conta Joel, explicando suas mudanças.

"Tive que me expor, como fizemos no treino. Sacrifiquei o garoto, Guilherme, que foi bem, e fiz as mexidas. O time ganhou em dinâmica, passou a ter a bola. De uma maneira geral, foi bom. O que valeu é que fomos felizes e os jogadores fizeram o que programamos. Foi um bom começo, sair vencendo", comemorou o treinador.

Após lembrar as dificuldades, como o forte calor e o pouco tempo para preparação, além de desfalques, o treinador chegou a elogiar alguns jogadores nominalmente, embora projete que o encaixe ideal aconteça apenas durante a Taça Guanabara.

"O campeonato é muito difícil, mas precisamos apenas de um encaixe de jogadores. Hoje, coloquei um atleta que pouco atuou ano passado (Bruno) e que deu uma dinâmica que complicou o adversário. Um jogador leve, mas aguerrido, que acertou o time. Gostei muito do Guilherme e do Bruno. Ele vinha treinando bem, mas entrar para mudar um jogo é diferente. Entrou tranquilo, facilitando, e firme, duro, na marcação. Tivemos ganhos. E a tendência é a equipe melhorar", projeta Joel, que já começa a pensar no confronto com a Cabofriense, domingo.

Site do Botafogo