Venezuela busca repetir história e chegar ao Mundial Sub-20

A seleção venezuelana de futebol partiu nesta segunda rumo ao Sul-Americano Sub-20 do Peru com a "mala cheia de ilusões". Os venezuelanos esperam repetir a história de um ano atrás e conseguir a classificação para o Mundial da categoria, que acontecerá na Colômbia, a partir do dia 29 de junho.

"Vamos ao Peru com a mala cheia de ilusões e esperamos trazê-las à Venezuela cheia de êxitos", disse o treinador venezuelano, Marcos Mathías.

Mathías quer repetir a história de Puerto La Cruz (leste da Venezuela) em fevereiro de 2009, quando o selecionado Sub-20 venceu o Uruguai e conquistou uma história classificação ao Mundial do Egito. Era a primeira vez que a Venezuela classificava a um Mundial da Fifa.

"Não conseguir, pelos objetivos que traçamos, seria um fracasso", insistiu o treinador. A Venezuela, que participa do Grupo A do torneio sul-americano, estreará dia 24 de janeiro, contra o próprio Uruguai. Dois dias depois enfrentará a gigante Argentina.

"Estes campeonatos se definem nos pequenos detalhes. Quem tiver o maior controle emocional sairá vencedor", relatou Mathías, que entregou a faixa de capitão ao meio-campista Yohandry Orozco, única peça da equipe que foi ao Egito.

As seleções do Grupo A do Sul-Americano Sub-20, que se disputará de 16 de janeiro à 12 de fevereiro, jogarão nas cidade peruanas de Arequipa e Tacna.

Antes de viajar ao Peru, a equipe se concentrou na cidade de Mérida, nos Andes venezuelanos, para ¿contrariar os efeitos físicos de altitude, especialmente durante os primeiros minutos de cada jogo", explicou.

"Esperamos disputar uma partida amistosa nesses dez dias antes da estreia para podermos nos adaptar as condições de onde jogaremos", assegurou o técnico.

O Sul-Americano Sub-20 concede quatro vagas para o Mundial Sub-20 da Colômbia 2011 e duas para os Jogos Olímpicos de Londres 2012.