Botafogo leva informação qualificada sobre profissionalização aos funcionários

RIO - Com o intuito de profissionalizar e capacitar ainda mais sua administração, o Botafogo promoveu nesta segunda-feira o 1º Encontro de Gestão Alvinegra. Durante todo o dia, foram realizadas palestras para mostrar aos funcionários a necessidade atual do mercado de trabalho.

O primeiro item do evento foi uma palestra com Ricardo Queiroz, da Trevisan Associados. O tema foi "Os Novos Paradigmas das Relações Interpessoais", buscando o crescimento de uma empresa. Outros convidados foram: Marcelo Alves, presidente da Adma, que falou sobre planejamento de eventos, dando enfoque ao Stadium Rio; André Coutinho, consultor da KPMG, com o tema "Governança Corporativa", explicando como deve funcionar a gestão de uma empresa"; e Armando Strozemberg, da Eurocontemporânea, comentando sobre o momento da publicidade.

Além disso, as Diretorias Comercial e de Marketing (representada pelo diretor Marcelo Guimarães), Jurídica (palestra da diretora Joana Prado) e Executiva (com o diretor-executivo Sérgio Landau) conversaram com os funcionários e fizeram um balanço do ano, além de colocar em pauta objetivos para a próxima temporada. Por fim, o presidente Mauricio Assumpção discursou, lembrando das dificuldades quando assumiu, no início de 2009, e do esforço do clube para vencê-las.

"Quando chegamos com discurso de profissionalização, muitos não acreditaram, por já terem ouvido isso antes. No primeiro ano, tivemos dificuldades, como quatro meses de salários atrasados e premiações para pagar, jogadores querendo ir embora, o futebol desacreditado, piscina vazada, ginásio sem condições de jogo, o Mourisco precisando de reformas... Hoje, não temos esses problemas. Além disso, o estádio é gerador de receitas, assim como o Mourisco também será. A ideia é que cada sede seja autosustentável", explicou o presidente, deixando claro que, sem a ajuda e o comprometimento dos funcionários, nada seria possível.

"O processo de profissionalização tem que ser irreversível. Senão, quem perde são vocês (funcionários), que são a grande força do clube, e o Botafogo. É preciso ter uma estrutura funcionando", completou Mauricio Assumpção, aplaudido de pés por todos, empenhados em fazer o 2011 do Glorioso ainda melhor.

Site do Botafogo