Celso Roth considera 'oportunidade única' lutar pelo bicampeonato mundial

ABU DABI, Emirados Árabes Unidos - O técnico do Inter de Porto Alegre, Celso Roth, considerou "um privilégio" e uma "oportunidade única" que o clube possa sonhar em tornar-se o primeiro a conquistar dois Mundiais de Clubes da Fifa, após o sucesso de quatro anos atrás.

"Estar aqui já é uma vitória, é um privilégio e uma oportunidade única. Obviamente, estamos trabalhando para chegar mais longe, para ser cada vez melhores e ganhar reconhecimento pelo nosso trabalho", afirmou neste sábado em uma coletiva de imprensa no estádio Zayed Sports, de Abu Dhabi.

"O futebol brasileiro é um futebol de qualidade. Mas não devemos esquecer que todas (as equipes) que estão aqui têm suas qualidades. As partidas devem ser jogadas, não podemos chegar muito confiantes", disse.

O "Colorado" estreia na terça-feira nas semifinais, enfrentando o Tout Puissant Mazembe, do Congo, que na sexta-feira surpreendeu o Pachuca mexicano por 1-0 e se classificou pela primeira vez para a penúltima etapa do torneio.

"O Mazembe é, naturalmente, uma equipe competitiva. Vai ser um adversário qualificado e difícil. Tem força física, mas também qualidade técnica, insisto que não será fácil", adiantou.

Em relação à comparação entre o futebol europeu e o sul-americano, disse que enquanto em seu continente aposta-se mais "na formação" e no trabalho com os jovens, no ''Velho Continente'' há clubes que atuam mais como "técnicos", buscando talentos de fora.