Marta cogita ser mãe e põe em dúvida presença na seleção em 2016

SÃO PAULO - A seleção brasileira feminina de futebol pode disputar a Olimpíada de 2016 em casa sem a sua principal estrela. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, a meia-atacante Marta disse que sonha em conquistar o Mundial do ano que vem e a medalha de ouro em Londres, em 2012, mas colocou uma possível maternidade como empecilho para atuar nos Jogos do Rio de Janeiro, quando terá 30 anos.

Com boas chances de ser eleita pela quinta vez a melhor jogadora do mundo, Marta disse estar tranquila e que já está se acostumando com a premiação da Fifa. Ela considerou que o futebol feminino cresceu em todos os sentidos e não descartou nenhuma possibilidade quando questionada sobre seu futuro.

A meia-atacante atuará no Santos por empréstimo no início de 2011 e tem mais um ano de contrato com a liga americana. No entanto, o time que defendia nos Estados Unidos (Golden Pride) fechou as portas.