Fórmula 1 terá que usar motores mais ecológicos a partir de 2013, diz FIA

A partir de 2013, os carros de Fórmula 1 terão que usar motores mais ecológicos, com um consumo de 35% menos combustível e com dispositivos de controle e de recuperação de energia, anunciou a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), reunida em Mônaco.

Esta nova exigência de motores para 2013 "ressalta o compromisso da FIA na luta por um desenvolvimento sustentável e para responder às necessidades da indústria do automóvel", manifestou o Conselho Mundial do Automóvel, organismo dirigente da FIA.

A cilindrada dos motores será reduzida dos atuais V8 de 2,4 litros a "uma alta injeção de combustível" (até 500 bar), cuja velocidade máxima cairá até as 12 mil rotações por minuto, segundo um comunicado emitido pela FIA.

Estes propulsores permitirão "reduzir 35% do consumo de combustível" e introduzirão "novos avanços de controle e de recuperação de energia", sem deixar de "manter os níveis de rendimento atuais", segundo a federação internacional.

Os pilotos poderão utilizar apenas cinco motores na temporada 2013, e a partir dela, quatro, diferentemente dos oito empregados neste ano.