Muricy entrega conversa com Cuca, mas releva arbitragem

O técnico do Fluminense, Muricy Ramalho, disse antes do jogo deste domingo contra o Goiás que o técnico do Cruzeiro, Cuca, telefonou para comentar a respeito do pênalti sofrido por Ronaldo na véspera. Graças ao lance, o time mineiro foi derrotado pelo Corinthians por 1 a 0 no Estádio do Pacaembu.

Muricy, porém, evitou polemizar sobre o lance. "O Cuca me ligou para falar do que aconteceu. Ele sempre me liga, fazia isso desde que dirigia o Fluminense. Falei para ele tomar cuidado e não se expor muito para não ser punido", afirmou o treinador.

O técnico do Fluminense, em sua análise, afirmou ainda que daria pênalti no lance em cima de Ronaldo. Mas assegurou também que marcaria a falta cometida sobre Thiago Ribeiro em lance anterior, e também muito reclamado pela equipe visitante. "Achei que os dois (lances) foram pênalti. O Cuca tem direito de ficar irritado, porque se saísse na frente com 1 a 0, seria um outro jogo", disse o treinador tricolor.

Muricy declarou também que não está preocupado com arbitragem de Carlos Eugenio Simon no jogo contra o Goiás, no Estádio do Engenhão. Curiosamente, Simon foi o mesmo árbitro que apitou o jogo Fluminense 1 x 0 Palmeiras no Brasileiro de 2009, em que Obina teve um gol anulado. O técnico era visitante na partida.

"Ele é o melhor árbitro do Brasil, e tenho um grande time em campo. Não tenho motivo para me preocupar com arbitragem. Temos que pensar em jogar futebol", desconversou Muricy Ramalho.