Ferrari assume culpa por derrota de Alonso e crê em evolução de Massa

A equipe italiana de Fórmula 1 Ferrari admitiu sua culpa pela derrota do espanhol Fernando Alonso no Mundial de Pilotos, após o fracasso deste domingo no GP de Abu Dabi 

"Fernando Alonso não deixou de vencer por sua culpa", afirmou Luca di Montezemolo, presidente da escuderia. "Estou orgulhoso da Ferrari, perdemos na última corrida e por poucos pontos (quatro), mas, talvez, acreditamos demais na vitória e isto nos atrapalhou" explicou.

O chefão da escuderia aproveitou o momento para elogiar o piloto que foi vice campeão mundial: "Fernando fez uma temporada extraordinária. Esteve magnífico. Os meninos fizeram uma temporada perfeita e terminamos de cabeça erguida".

O patrão da Ferrari disse ainda que apostava mais no outro piloto da equipe, o brasileiro Felipe Massa: "Esperava mais de Felipe nesta temporada, mas estou certo de que ele vai se recuperar".

Montezemolo lembrou que "em certo momento da temporada ninguém esperava a Ferrari disputando o título mundial na última corrida".

Andrea Stella, engenheiro de pista da Ferrari, admitiu sua responsabilidade em entrevista a Rai Sport: "Fernando merecia um apoio melhor. Foi um grande piloto durante toda a temporada, mas não respondemos à altura".