Jogadora da Seleção dá show de embaixadinhas e lança moda

 

Normalmente quando se fala na líbero Fabi, o que se lembra é o desempenho da jogadora no setor defensivo da Seleção Brasileira, dando peixinhos e salvando bolas espetaculares no fundo da quadra. Porém, a habilidade da experiente jogadora não se resume às mãos e ao vôlei.

Confira o Video

Durante os treinos da equipe verde e amarela no Mundial Feminino de Vôlei, no Japão, Fabi dá uma verdadeira aula com a bola nos pés, fazendo diversas embaixadinhas e lançando moda, dominando com o joelho e depois voltando para os pés.

Apesar de trilhar carreira em outro esporte, a líbero disse que o futebol está em sua raiz. "Eu adoro futebol, sempre tive gosto pela bola. Minha mãe tem oito irmãos homens, a bola sempre teve presente. Futebol é especial, eu gosto. A Sassá e a Carol também gostam. De vez em quando acontece no jogo, essa nova regra de que qualquer parte do corpo está valendo. Não é muito comum, mas quando sai fica bacana".

Ao lado de Sassá, a flamenguista Fabi disse que segue acompanhando como dá o time do coração, mesmo com o clube rubro-negro ocupando apenas a zona intermediária da tabela do Campeonato Brasileiro e sem muita pretensão de título.

"O time que mais empatou (ao lado do Botafogo). Acompanho sempre, desde que nasci me vejo acompanhando o Flamengo. Este ano não está muito bom não, mas com a chegada do Vanderlei (Luxemburgo) acho que está se reestruturando para 2011 ser um ano melhor do que foi esse. o Flamengo não está acostumado a ficar nessa parte da tabela. Teve um início de ano ruim, muita troca de treinador, o problema com o maior ídolo do clube que é o Zico", afirmou a jogadora, que está sofrendo um pouco com as provocações vindas do Brasil.

"Esse ano está pintando o Fluminense (campeão brasileiro). Não gostaria que ganhasse não, porque tenho muitos amigos tricolores. Sempre recebo mensagem e e-mail, porque nessa hora ninguém me esquece. Até porque quando o Flamengo ganhou ano passado, eu também enchia o saco deles. Ainda consigo sacanear um pouco por ser o atual campeão brasileiro. Mas flamenguista é isso aí. Tem que estar na fase boa, na fase ruim, na fase péssima. Tomara que o time consiga melhorar"