Jobson se envolve em confusão e vai à delegacia prestar esclarecimentos

Depois de mais uma confusão, o atacante Jobson está com seu futuro ameaçado no Botafogo. Segundo integrantes da diretoria, a paciência com o jogador está no limite.

O atleta teria cometido ato obsceno ao exibir sua genitália a torcedores do Avaí após o empate sem gols na Ressacada, no último domingo. Agora o atacante terá que fazer muitos gols e conseguir boas atuações na reta final do Campeonato Brasileiro para emplacar no clube em 2011.

Recentemente, o jogador ficou fora do time depois de uma contusão muscular sobre o argumento que teria infringido novamente regras impostas pelo clube. Jobson teria tido uma recaída e foi visto inúmeras vezes na noite do Rio de Janeiro.

No ano passado, Jobson foi decisivo para manter o time do Botafogo na primeira divisão, mas foi flagrado no exame antidoping por uso de cocaína. A diretoria decidiu dar mais uma chance ao atacante e montou um esquema especial para tentar evitar novos desvios de conduta do jogador.

O clube bancou a vinda para o Rio de Janeiro da mulher e da mãe do jogador, além de colocar uma equipe de psicólogos e psiquiatras para auxiliar o atacante. O presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção, tem uma paciência especial com o atacante desde que perdeu um parente próximo por conta das drogas.