Alessandro discorda de elenco e afasta chances de título para o Botafogo

Ao contrário de grande parte do elenco do Botafogo, como o volante Fahel, o lateral direito Alessandro foi o primeiro atleta a admitir que as chances de título para o clube de General Severiano diminuíram depois do empate por 0 a 0 contra o Avaí, em partida disputada no último domingo, em Florianópolis, válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Ficou complicado, porque ficamos cinco pontos atrás do vice-líder (Corinthians)", disse o ala. O clube carioca soma 55 pontos, restando quatro jogos para o término do torneio.

Depois do tropeço, o Botafogo retorna a campo nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), para encarar o Ceará, em Fortaleza. O time de General Severiano terá um grande desafio, já que os cearenses perderam apenas uma no Estádio Castelão.

"Sabemos que será um jogo difícil e complicado. Mas vamos tentar consertar os nossos erros para lutar por uma vaga no G-3 ou G-4", afirmou o lateral.

O Botafogo terá uma zaga inédita para a partida desta quarta-feira. O trio de zagueiros será formado por Fahel, Leandro Guerreiro e Danny Morais. O titular Antonio Carlos está suspenso e Márcio Rosário, o substituto imediato, contundido, também está vetado.

"É uma zaga que nunca jogou junto, que vai ter que ter atenção e conversar bastante", disse Fahel.

Além de Antonio Carlos, o técnico Joel Santana não terá o volante Marcelo Mattos, que também levou o terceiro cartão amarelo diante dos catarinenses. O ex-meio campista do Corinthians é considerado um "pé de coelho" em General Severiano, já que ainda não perdeu com a camisa do Botafogo.

Por outro lado, o volante Somália e o lateral esquerdo Marcelo Cordeiro são reavaliados em Fortaleza.