Filho do tetracampeão Mazinho decide por cidadania espanhola

Apontado como uma das atuais revelações do Barcelona, já tendo, inclusive, oportunidades entre os profissionais, o meia-atacante Thiago Alcântara, filho do ex-volante Mazinho, tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994, decidiu nesta quinta-feira optar pela cidadania espanhola e defender a equipe vencedora da última edição da Copa do Mundo.

Nascido na Itália, em 1991, ano em que o pai atuava no país, Thiago começou a carreira justamente no Barcelona, clube o qual defende atualmente. Com passagens pelas equipes de base da Espanha, o atacante garantiu defender a seleção ibérica também entre os profissionais, eliminando a possibilidade de atuar pelo time de Mano Menezes.

"Tenho claro comigo e não vou gerar dúvidas quanto a isso. Não estou mais no Sub-16 ou no Sub-17, é algo muito mais sério, importante. Estamos falando de outro nível. Estou disposto a estar aqui e jogar pela Espanha", sentenciou o jovem jogador, em entrevista ao jornal Marca.

Com a decisão, Thiago, caso entre em campo com a seleção principal da Espanha, não poderá mais defender o Brasil. Segundo as normas da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados, atletas que defendem uma equipe nacional entre os profissionais não podem optar por outra futuramente. A transição pode ocorrer até a categoria Sub-21.

Assim, Thiago se tornará o segundo "cidadão brasileiro" a optar pela atual campeã mundial. Na Copa do Mundo de 2006, o meio-campista Marcos Senna, ex-Corinthians, defendeu a Espanha. Ele foi campeão da Eurocopa dois anos depois.