Atlético-MG vira na bola parada e Corinthians perde chance de liderar

Com dois gols de cabeça no segundo tempo, o Atlético-MG mostrou força nesta quarta-feira e venceu o Corinthians de virada, por 2 a 1, em Sete Lagoas, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Werley e Zé Luís marcaram os gols do time mineiro - que se manteve na zona de rebaixamento, mas impediu os paulistas de tomarem a liderança. Paulinho descontou para os visitantes.

O resultado levou a equipe do técnico Dorival Júnior a 28 pontos, agora na 17ª colocação da tabela. O time ainda pode ser ultrapassado pelo Atlético-GO, que enfrenta o Flamengo nesta quinta. Já o time do Parque São Jorge parou nos 49 pontos e não aproveitou o tropeço do líder Fluminense, que tem 52 pontos e perdeu do Santos por 3 a 0 também nesta quarta.

Mesmo fora de casa, o Corinthians controlou a posse de bola no início. A primeira chance, porém, foi atleticana: aos 5min, Diego Souza entrou fazendo fila na defesa paulista e bateu cruzado; Thiago Heleno cortou e Júlio César ficou com a defesa.

De volta ao time após dois meses afastado por uma série de lesões, o atacante Dentinho teve seu retorno abreviado aos 8min. Ele sentiu lesão na coxa e desabou no gramado. Sem condições de continuar, saiu de campo chorando para a entrada de Danilo, que também atuou aberto pela esquerda.

A equipe visitante prosseguiu melhor no jogo e assustou aos 12min, em chute de longa distância de Bruno César, que o garoto Renan Ribeiro segurou firme no meio do gol. A melhor oportunidade caiu nos pés de Iarley aos 19min: Roberto Carlos fez lançamento excelente e o atacante saiu de frente para a meta, mas chutou em cima do goleiro.

Mal na partida, o Atlético sofria para armar jogadas e tinha problemas com o jogo aéreo corintiano. Aos 22min, Danilo lançou Bruno César, que ajeitou de cabeça para Paulinho. O meio-campista entrou de carrinho e mandou por cima, mas o lance já estava invalidado por impedimento.

Renan Ribeiro fez grande defesa e salvou os mineiros aos 30min, em desvio na área de Bruno César, mas falhou e não conseguiu evitar que o Corinthians abrisse o placar aos 43min. Alessandro cruzou da direita, o goleiro errou ao tentar o corte e Paulinho completou de peito para as redes.

Dorival Júnior, que já havia perdido Ricardinho por lesão no fim do primeiro tempo, fez uma alteração ofensiva no intervalo: o centroavante Obina entrou no lugar de Diego Macedo, deslocando Zé Luís para a lateral direita. Aos 2min, o Atlético quase empatou na bola parada: Lima cabeceou firme após cobrança de falta e mandou para fora, com perigo.

Com Diego Souza mais recuado, vindo de trás, o time da casa cresceu de produção e passou a apertar o Corinthians em alguns momentos. Porém, a equipe paulista marcava bem na frente da área e não dava espaços para a criação de chances claras de gol.

Com 8min, Ricardo Bueno arriscou de longe e mandou para fora, sem assustar Júlio César. Aos 11min, foi Lima quem chutou para fora após bate-rebate na área, e a bola passou raspando a trave corintiana.

O empate veio na bola parada. Aos 15min, Serginho bateu escanteio fechado e o zagueiro Werley subiu mais alto que a zaga para cabecear. Júlio César ainda chegou a tocar na bola, mas não evitou que ela entrasse e deixasse tudo igual no placar. Aos 24min, cena inusitada: o lateral esquerdo Fernandinho, no banco de reservas do Atlético, foi expulso por reclamação.

Melhores no segundo tempo, os donos da casa chegaram à virada aos 31min em lance muito parecido: após levantamento na área em cobrança de falta, Zé Luís veio de trás e cabeceou com firmeza, sem chances para Júlio César. Obina ainda teve um gol anulado nos minutos finais, e o Corinthians não conseguiu buscar o empate.

FICHA TÉCNICA

Atlético-MG 2 x 1 Corinthians

Gols

Atlético-MG: Werley, aos 15min, e Zé Luís, aos 31min do 2º tempo

Corinthians: Paulinho, aos 43min do 1º tempo

Ponto Forte do Atlético-MG

Melhorou no segundo tempo com as alterações, recuando Diego Souza para o meio

Ponto Forte do Corinthians

Dominou a primeira etapa e criou boas chances de matar o jogo

Ponto Fraco do Atlético-MG

Afunilou demais o jogo e foi travado pela marcação do Corinthians com a bola rolando

Ponto Fraco do Corinthians

Perdeu a agressividade no segundo tempo e permitiu a reação do time da casa

Personagem do jogo

Obina, que melhorou o setor ofensivo do Atlético

Esquema Tático da Atlético-MG

4-3-1-2

Renan Ribeiro; Diego Macedo (Obina), Werley, Lima e Eron; Serginho, Zé Luís e Alê; Ricardinho (Renan Oliveira); Diego Souza e Ricardo Bueno (Neto Berola). Técnico: Dorival Júnior

Esquema Tático do Corinthians

4-2-3-1

Júlio César; Alessandro, Thiago Heleno, William e Roberto Carlos (Leandro Castán); Moacir e Jucilei; Bruno César, Paulinho e Dentinho (Danilo); Iarley (Souza). Técnico: Adilson Batista

Cartões amarelos

Atlético-MG: Diego Souza

Corinthians: Danilo

Cartão vermelho

Atlético-MG: Fernandinho

Árbitro

Evandro Rogério Roman (Fifa/PR)

Local 

Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)