Vasco vira contra o Goiás e escapa da "maldição do empate"

O torcedor presente no estádio de São Januário viu uma grande reação do Vasco contra o Goiás. O time da casa superou as falhas da defesa, derrotou os visitantes por 3 a 2 de virada e evitou mais um empate. Em caso de igualdade, seria o 13º resultado do tipo para a equipe carioca no Campeonato Brasileiro.

Felipe abriu o placar para os goianos e viu Éder Luís empatar para o Goiás. Jones pôs os visitantes novamente em vantagem, com Max igualando o placar. Por fim, Zé Roberto fez o gol da vitória.

O triunfo deixa o Vasco na décima colocação do Brasileiro, com 36 pontos. Já o Goiás, que buscava recuperar-se de seu primeiro turno ruim, segue na zona de rebaixamento, com 25 pontos na 18ª posição.

Falhas na defesa

A partida começou morna, com a equipe do Vasco tocando a bola no meio de campo enquanto o Goiás assistia. A falta de animação no jogo, porém, durou apenas sete minutos. Marcão cobrou falta de longe, em direção à área, e Felipe dominou livre nas costas de Titi para finalizar sem chances para Fernando Prass.

O Vasco voltou a controlar a posse da bola após ser vazado, mas quem levou perigo novamente foi o Goiás. Jones passou por Titi, invadiu a área e foi desarmado por Dedé. O time visitante apostava no erro do adversário, estratégia que funcionava, uma vez que o Vasco falhava constantemente

As oportunidades do time carioca surgiam em chutes de fora da área. Aos 16min, Felipe arriscou de longe e Harlei defendeu. Cinco minutos depois, o goleiro do Goiás agarrou novamente em finalização perigosa de Éder Luís.

Na primeira boa jogada que o Vasco conseguiu tramar saiu o gol de empate. Aos 25min, Zé Roberto deixou Éder Luís na cara do gol com ótimo passe e viu o atacante tocar na saída de Harlei. A pressão carioca prosseguiu, e aos 31min, Fagner chutou de primeira por cima do travessão após boa jogada de Douglas.

Apesar do momento melhor, o Vasco acabou vazado novamente aos 34min. Em nova bobeira da zaga, Valmir Lucas deixou Jones em ótima posição para fuzilar o gol de Prass e correr para a comemoração. A situação do time da casa se complicou ainda mais quando Felipe sentiu dores no tornozelo e precisou ser substituído por Jonathan.

Ainda no primeiro tempo, o Vasco teve excelente chance de empatar aos 44min. Max recebeu passe de Rafael Carioca, passou pela marcação e chutou para a boa defesa de Harlei. O goleiro impediu o gol do time da casa e permitiu as vaias da torcida carioca ao apito de Carlos Eugênio Simon.

Zé Roberto garante a vitória

Após o intervalo, o Vasco voltou sem Titi, que fez um fraco primeiro tempo. Cesinha dividiu a zaga com Dedé. O time carioca aproveitou os minutos iniciais para pressionar o Goiás e deu trabalho à defesa visitante. A primeira boa chance saiu aos 11min, em bonito chute de Fagner que Harlei espalmou.

A pressão prosseguiu, mas sem passar pela forte marcação goiana. Apagado, Rafael Coelho deu lugar a Allan sob vaias. Aos 18min, o empate vascaíno enfim saiu. Fagner cruza pela direita e a zaga afasta para a entrada da área. Max esperava no setor e chutou de primeira para fazer um belo gol.

O Goiás apostava no contra-ataque e Douglas precisou ser parado com falta na entrada da área aos 21min. Na cobrança, Wellington Monteiro manda à esquerda da trave de Prass. Três minutos depois, o Vasco desperdiçou ótima chance de virar. Éder Luis caiu pela esquerda, fugiu de Harlei e tocou para Zé Roberto, em frente ao gol, furar o chute e deixar a bola sair pela linha de fundo.

Zé Roberto perdeu nova boa chance aos 28min, ao receber bola pela esquerda e chutar por cima do travessão de Harlei. A pressão vascaína prosseguiu, apostando nas laterais. Fagner e Max subiam bastante, e Éder Luis dava opções para o time carioca.

O gol da virada finalmente saiu aos 37min. Éder Luis tocou na área, Zé Roberto girou sobre a marcação na área e chutou para vencer Harlei. Nos minutos finais, o Goiás esboçou sair mais para o ataque em busca do empate, mas não foi capaz de superar a marcação vascaína.