Joel diz que Botafogo tem que "ignorar" crise do Flamengo

     RIO - O técnico do Botafogo, Joel Santana, pediu para o seu time "ignorar" a crise do Flamengo, deflagrada com o pedido de demissão de Zico, ex-diretor executivo do clube, na madrugada desta sexta-feira. Os dois times se enfrentam neste sábado, no Engenhão. "Temos que deixar o Flamengo resolver o problema dele. O Flamengo é grande suficiente para isso. Temos que pensar em nós", disse o treinador. Para Joel, aliás, a crise torna o jogo contra o rival ainda mais difícil.

"É um jogo encardido. No primeiro turno, jogamos de uma maneira diferente e fomos surpreendidos. Espero que isso não aconteça de novo agora", afirmou, lembrando da derrota por 1 a 0 diante do Flamengo.

Joel se reuniu por 45 minutos com o grupo nesta sexta-feira para conversar sobre os últimos acontecimentos no Campeonato Brasileiro (a polêmica com Caio após o jogo com o Corinthians, os empates sofridos no fim, entre outros). O técnico não quis confirmar o conteúdo da conversa, mas disse que pediu mais atenção ao seu time.

"Temos que ter mais cuidado nos finais de jogos e mais capricho defensivo e ofensivo. Temos que jogar bem para voltar a ganhar", afirmou o treinador, que não divulgou o time que vai para o clássico, mas deve escalar Loco Abreu e Jobson no ataque (Herrera está suspenso).