Contratação de Valdívia será investigada no Palmeiras

       SÃO PAULO - O trabalho de Gilberto Cipullo como vice de futebol do Palmeiras será investigado pela administração interina do presidente Salvador Hugo Palaia, segundo publica nesta sexta-feira o jornal Folha de S. Paulo. O dirigente que foi desligado do cargo assim que Luiz Gonzaga Belluzzo saiu de licença médica será alvo de apuração para esclarecer detalhes de negociações que não foram esclarecidas internamente, como é o caso da chegada do meia Valdívia.

O retorno do chileno ao Palestra Itália, após passagem discreta pelo Al-Ain, dos Emirados Árabes, foi bastante questionada em reunião do Conselho de Orientação Fiscal e não teve os valores divulgados pelo clube. Por outro lado, Cipullo se defende e diz que nada vai falar sobre a contratação do meia, já que argumenta não ter participado de nenhum passo da negociação. Outro ponto que será investigado é o relacionamento do ex-vice de futebol com o agente João Francisco e o diretor Marcelo Solarino, segundo a publicação.