Palmeiras recorre à Federação por empréstimo de R$ 10 milhões

Presidente interino se movimenta nos bastidores para quitar dívidas do elenco do Palmeiras

      SÃO PAULO - Substituto de Luiz Gonzaga Belluzzo na presidência do Palmeiras por 45 dias, Salvador Hugo Palaia corre nos bastidores para resolver os problemas financeiros do clube e acertar as dívidas. De acordo com informações divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quinta-feira, o dirigente recorreu à Federação Paulista de Futebol e pediu empréstimo de cerca de R$ 10 milhões, em reunião com o presidente Marco Polo Del Nero na quarta.

O montante seria usado para quitar salários atrasados e direitos de imagem do elenco alviverde, dívidas que o Palmeiras pretende encerrar até a próxima terça-feira, segundo a publicação, que também aponta que as cotas de TV dos próximos cinco Campeonatos Paulistas já estão comprometidas devido a um empréstimo que o clube recebeu em agosto. Para pagar a delegação em dia, membros do conselho gestor dizem que não descartam que o presidente interino tire, aliás, do próprio bolso. Outro problema apontado pelo jornal é a desconfiança e o "pé atrás" de patrocinadores com a gestão Palaia, que dissolveu o departamento de futebol assim que assumiu a função.