Não posso trazer para a Seleção problema de clube, diz Mano sobre Neymar

RIO - A convocação da Seleção Brasileira para um ou dois amistosos que serão realizados na Europa, entre os dias 6 e 13 de outubro, ainda sem adversários definidos, virou um assunto delicado para Mano Menezes, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo. O treinador que fará o anúncio dos 23 atletas na manhã desta quinta-feira, no Rio de Janeiro, admitiu que os recentes casos de indisciplina do atacante Neymar no Santos, que culminaram na queda do técnico Dorival Júnior, viraram um problema também para a CBF administrar nos próximos meses, já que o atleta é um dos destaques da nova geração do time verde e amarelo e que deve ser uma das estrelas certas na Copa do Mundo de 2014. Na sede da entidade nesta quarta-feira, enquanto anunciava o nome de Ney Franco como coordenador das categorias de base do Brasil, Mano deixou no ar a possibilidade de convocar o santista ao dizer que não pode levar para a Seleção os problemas de clube. Mesmo assim prometeu conversar com Neymar sobre os problemas recentes na primeira oportunidade. Ao ver o garoto de 18 anos desrespeitar Dorival em partida contra o Atlético-GO, o ex-corintiano disse que é uma "situação delicada para quem está de fora", pediu cuidado para não ferir a ética e deixou claro que precisa ouvir a versão do atacante.