Flamengo enfrenta o Grêmio de olho em arrancada no Brasileirão

Duas equipes que já decidiram o título do Campeonato Brasileiro se enfrentam na noite desta quarta-feira (22.09) buscando se afirmarem na edição 2010 da competição. Com 27 e 29 pontos, ocupando a 15ª e a 11ª posição, respectivamente, Flamengo e Grêmio duelam no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, às 22h, por três pontos que valem um distanciamento da zona de perigo e mais um resultado positivo em busca de uma arrancada na luta pelas primeiras posições.

 

E a promessa é de um grande jogo, como não poderia deixar de ser um clássico do futebol brasileiro como Grêmio e Flamengo. Para o volante Toró, independente do momento que cada equipe vive na competição, esta é uma partida imprevisível e que será muito complicada para os rubro-negros, ainda mais por ser fora de casa.

 

"Independente de fase, jogos contra equipes como o Grêmio são sempre complicados. É muito difícil jogar lá, mas vamos em busca da vitória. Sabemos da pressão da torcida deles, sabemos que o Grêmio também está precisando de um resultado positivo, mas precisamos muito deste resultado", disse.

 

Não é preciso nem retornar muito no tempo para se falar da rivalidade entre Flamengo e Grêmio. Na última rodada do Brasileirão de 2009, quando o Rubro-Negro precisava de uma vitória sobre o Tricolor, no Maracanã, para conquistar o título, o time gaúcho não tirou o pé do acelerador. Mesmo não brigando por mais nada no campeonato e sabendo que poderia ajudar seu rival Inter, abriu o placar, lutou até o fim e fez a conquista rubro-negra ser ainda mais valorizada. Quem se lembra é David, autor do primeiro gol do Fla na virada por 2 a 1.

 

"Aquele jogo realmente foi inesquecível e eles mostraram uma característica que o Grêmio tem que é histórica: aquela vontade. O time deles é bom, tem qualidade, é um adversário direto e precisamos ter atenção. Jogar no Olímpico é sempre difícil, a torcida deles faz bastante pressão, mas vamos para lá pensando apenas na vitória", observou.

 

Dedicação total - Ainda sem uma equipe definida, o técnico Silas deve escalar o time com David e Jean, na zaga, poupando Ronaldo Angelim, com Correa no lugar de Willians, suspenso, no meio de campo, e manter Rodrigo Alvim na lateral esquerda, substituindo o lesionado Juan. Mas independente de quem entrar em campo, o importante, segundo o capitão Leonardo Moura, é o espírito de cada jogador.

 

"Daqui para frente, todos os jogos serão importantes. Cada rodada é uma final, vão ser jogos complicados e sabemos que precisamos conquistar o maior número de pontos possível, ainda mais em confrontos diretos como este contra o Grêmio, na quarta-feira. É um adversário que está dois pontos na nossa frente, é aquele jogo de seis pontos, onde a vitória é muito importante", encerrou.

 

O confronto direto do Flamengo com o Grêmio é visto como uma partida decisiva para os rubro-negros. Mas o técnico Silas sabe que a missão não é fácil e aponta os pontos fortes da equipe tricolor.

 

"O Grêmio tem muita qualidade individual. Tem o Jonas em grande fase, o Douglas, que é um grande meia, e o Vitor, que é goleiro de seleção brasileira e vem sendo decisivo. Além disso, tem uns meninos subindo para os profissionais que são grandes promessas. O time lá está junto há um ano e também já tem conjunto. Respeitaremos muito o nosso adversário, mas vamos nos preocupar em progredir", analisou o técnico Silas.