Dupla Real Madrid-Barça e clubes ingleses tentam tirar título do Inter

Agência AFP

PARIS - O Real Madrid de José Mourinho e o Barcelona são os principais favoritos para suceder o Inter de Milão na Liga dos Campeões, assim como os clubes ingleses (Chelsea, Manchester United e Arsenal), sem esquecer o Bayern de Munique, finalista da temporada passada.

O Inter tentará ser o primeiro clube a manter seu título desde que seu rival Milan conseguiu tal façanha em 1989 e 1990, embora pareça pouco provável, já que o clube tem poucos reforços, contentando-se com a chegada de dois jogadores jovens (o brasileiro Philippe Coutinho e o francês Biabiany).

Se o Inter segurou suas estrelas (Sneijder, Milito, Eto''o, Maicon), a dúvida recai sobre seu treinador. É difícil para Rafael Benítez ocupar o lugar de José Mourinho, que liderou a equipe nas conquistas de 2010.

"Ainda não é o meu Inter, já que não há muito de mim nesta equipe", alertou Benítez, que levou o Liverpool ao título em 2005.

José Mourinho foi contratado pelo Real Madrid para acabar com a maldição que derrubou a equipe branca nas oitavas de final da Liga dos Campeões nos últimos seis anos, algo impensável para uma equipe de sua categoria e investimentos.

O treinador português, que conseguiu as contratações dos alemães Mesut ?zil e Sami Khedira, do argentino Angel Di María e do compatriota Ricardo Carvalho, não conseguiu o atacante que havia pedido.

Além disso, a equipe da capital espanhola não terá um grupo fácil, já que seus rivais serão o Milan, o Ajax e o Auxerre, da França.

Já o Barça, que em 2009 conquistou tudo (seis troféus), foi semifinalista em 2010. Para repetir os êxitos passados, contará com a dupla Xavi-Iniesta e com Leo Messi.

O sueco Zlatan Ibrahimovic, que não estará mais à disposição de Pep Guardiola, foi substituído por David Villa, e o marfinense Yaya Touré deu lugar ao argentino Javier Mascherano.

A equipe catalã caiu no grupo mais fraco, com o Panathinaikos, o Copenhague e o Rubin Kazan. Apesar de não ser um dos adversários mais fortes, o clube russo incomoda o Barça. O Rubin foi o último a vencer no Camp Nou na competição europeia, em outubro de 2009 (1-2).

Após um ano sem semifinalistas na Liga dos Campeões, os clubes ingleses querem se recuperar, com o Chelsea em um momento melhor. O campeão da Premier League teve um início de temporada impressionante.

Os Blues apostam na continuidade. E se o alemão Michael Ballack saiu, o ganês Essien já está recuperado de uma lesão e mostrou que atravessa uma boa fase.

Os londrinos estão em um grupo tranquilo, com o Olympique de Marselha, o Spartak de Moscou e o Zilina, da Eslováquia.

O Manchester United (campeão da Liga dos Campeões em 2008) deverá ter mais dificuldade. Os ''Red Devils'' são muito dependentes de Wayne Rooney, que atravessa um mau momento, assolado por problemas particulares. Mas o Manchester pode aproveitar o reforço de jovens valores, como o mexicano Javier Hernández (22 anos) e o português Bebê (20).

Como sempre, o Arsenal se apresenta em um bom momento neste início de temporada. Arsene Wenger conseguiu manter seu capitão Cesc Fábregas, que interessava ao Barça, e contratou o marroquino Marouane Chamakh (Bordeaux), sem dúvida mais útil do que o dinamarquês Bendtner.

Wenger justamente se pergunta sobre seu futuro. Uma boa campanha na Liga dos Campeões permitiria ao treinador pensar nesta questão em uma posição mais favorável no final da temporada. Os ''Gunners'' terão pela frente um grupo sem muita dificuldade, com o Shaktar Donetsk, o Sporting Braga e o Partizan Belgrado.

O Bayern, vice-campeão em 2010, tentará ir mais além, com os alemães que brilharam na Copa do Mundo (Lahm, Schweinsteiger, Müller). Por enquanto sem Robben, dependerá da forma de Ribéry.

Por fim, o Milan terá como arma o seu ataque de estrelas, formado por Ibrahimovic e os brasileiros Pato, Ronaldinho e Robinho. Com esse poderio ofensivo, os italianos esperam voltar a ficar entre os grandes.