Após derrota, Ceni diz que São Paulo brigará por Libertadores

Rodrigo Viga, Portal Terra

RIO DE JANEIRO - "Ainda estamos na luta pela Libertadores". A avaliação é do ídolo e capitão do time do São Paulo, Rogério Ceni, em entrevista exclusiva ao Terra. Para ele, a derrota para o Botafogo não interrompe a meta de curto prazo traçada pelos jogadores e comissão técnica do hexacampeão nacional: garantir uma vaga na competição continental pelo Campeonato Brasileiro.

Depois de um primeiro turno ruim, com ameaça de entrar na zona de rebaixamento, o time tricolor engrenou três vitórias e dois empates antes da derrota por 2 a 0 para o Botafogo no último domingo.

"O campeonato é muito equilibrado. É um ganha e perde muito grande, e não é difícil uma equipe de ponta ficar três jogos sem ganhar", disse o camisa 1 do São Paulo. "Acho que não há motivo nenhum para a gente desistir da situação (Libertadores)".

O técnico do São Paulo, Sérgio Baresi, concorda com o capitão da equipe. "Primeiro estamos buscando a classificação. Vamos passo a passo", disse o treinador.

A equipe aposta na volta de jogadores de peso como Ricardo Oliveira, Alex Silva e Miranda, além, da sequência de quatro jogos em casa, para voltar a se aproximar do G-4. "Temos que fazer os pontos em casa e beliscar uns pontos fora, como fizemos com o Atlético-MG", disse Ceni.

O goleiro tricolor alertou que, para continuar aspirando a uma vaga na Libertadores, o São Paulo precisa jogar melhor do que contra o Botafogo. Na partida, o time atacou e chutou muito pouco.

"Deixamos a desejar. O Botafogo jogou melhor, para frente e buscando o gol. O futebol está parelho e competitivo. Não conseguimos infiltrar e o Jefferson não fez uma defesa", avaliou Rogério. O time paulista ocupa a nona colocação com 28 pontos, nove atrás do G-4.